Vitrectomia

Ilustração da Cirurgia de Vitrectomia

Nesta cirurgia, o vítreo cheio de sangue é retirado e substituído por uma solução transparente. Com a saída dos vasos anormais presentes no vítreo, a hemorragia cessa. Em casos de descolamento de retina a cirurgia também pode fazer a restituição do órgão.

A cirurgia deve ser feita o quanto antes, porque a distorção macular ou descolamento da retina por tração causará perda de visão permanente.

Quando mais tempo a mácula fica distorcida, mais acentuada será a perda de visão. São várias as modalidades dessa técnica cirúrgica, como a tradicional, transconjuntival, posterior e enzimática.

Remoção do gel hemorrágico e tração vítrea durante a cirurgia de Vitrectomia
Remoção do gel hemorrágico e tração vítrea
Remoção dos tecidos fibróticos durante a cirurgia de Vitrectomia
Remoção dos tecidos fibróticos
Aspecto após remoção da fibrose no final da cirurgia de Vitrectomia
Aspecto após remoção da fibrose, reaplicação da retina e endolaser (manchas amarelas)

É fundamental que o procedimento de vitrectomia posterior seja realizado por um oftalmologista especializado em retina cirúrgica.

Indicações

A vitrectomia posterior corrige uma série de problemas da retina, tais como, descolamento de retina, retinopatia-diabetica, traumas oculares, doenças oclusivas das veias, buraco de mácula e membrana epirretiniana.

agende uma consultaentre em contato

Importante:

Todas as informações contidas nesse site tem carácter informativo e educacional. Nenhuma providência deverá ser tomada sem consultar o seu oftalmologista, pois somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina.